Etnomatemática: Problematização de uma proposta pedagógica a partir de uma perspectiva pós-estrutural de currículo

Adriano Fonseca, Jackeline Rodrigues Mendes

Resumen


Resumo

Este artigo tem o objetivo de apresentar uma análise de um projeto de extensão realizado em 2011-2013, a partir do estudo de conceitos e concepções das teorias de currículo, mais especificamente de uma perspectiva curricular pós-estruturalista que considera estes conceitos e concepções enquanto ferramentas conceituais de análise. Este projeto, fundamentado principalmente na Etnomatemática, especificamente no que ela apresenta como possibilidades/implicações/ações pedagógicas, foi desenvolvido num Centro de Ensino Médio (CEM) público na cidade de Araguaína/TO, contando com participação de alunos e professores deste CEM em dois momentos principais: (a) investigação de práticas socioculturais, na qual os alunos buscavam compreender e (re)significar os conhecimentos construídos nestas práticas; (b) apresentação dos registros das investigações, em sala de aula, compreendida como espaço aberto às diferentes formas de conhecer. Esta análise nos possibilitou compreender a ação pedagógica do projeto 2011-2013 enquanto uma prática discursiva orientada por uma perspectiva da Etnomatemática. Nesta ação, os saberes e fazeres presentes nas práticas socioculturais investigadas adentraram o contexto escolar mediante processo de pedagogização, os quais foram (re)significados pelos alunos.

Abstract

This article has the objective to present an analisis of an extention project realized from 2011 to 2013, based on studies of concepts and conceptions of the curriculum theories, more specifically a post-structural curricular perspective that considers these concepts and conceptions while analysis conceptual tools. This project, principally based on Ethnomatematics, specifically that its presents like pedagogic possibilities/implications/actions, was desenvolved in a public High School’s Centre (HSC) in Araguaína city, State of Tocantins, and counted with participation students and teachers in this HSC at two principal moments: (a) investigation of sociocultural practices, in which the students searched to understand and (re)signify the produced knowledge in these practices; (b) presentacion of the records from investigation, in classroom, which is understood like open space at diferent forms to know. This analisis possibilited us to understand the pedagogic action of the project 2011-2013 while a discursive practice guided by an Ethnomatematics perspective. In this action, the ways of knowing and doing present in the investigated sociocultural practices entered the school context by a pedagogization process, which were (re)meaning by students.

Palavras-chave: Etnomatemática; Investigação de Práticas Socioculturais; Conhecimentos Construídos e (Re)significados; Perspectiva Curricular Pós-Estruturalista; Currículo como Prática Discursiva.


Palabras clave


Etnomatemática; Investigação de Práticas Socioculturais; Conhecimentos Construídos e (Re)significados; Perspectiva Curricular Pós-Estruturalista; Currículo como Prática Discursiva; Ethomatematics; Investigation of the Sociocultural Practices

Referencias


Camargo, C. C. O., & Santos, B. P. (2012). As Práticas de Registros nos Processos Avaliativos da Alfabetização Inicial sob a Perspectiva da Etnomatemática. Comunicação científica apresentada no 4º Congresso Brasileiro de Etnomatemática: Cultura, Educação Matemática e Escola. Congresso realizado pela Associação Brasileira de Etnomatemática em Belém, Pará/Brasil.

D’Ambrosio, U. (1990). Etnomatemática: arte ou técnica de explicar e conhecer. São Paulo: Editora Ática.

D’Ambrosio, U. (1996). Educação Matemática: da teoria à prática (12 ed.). Campinas, SP: Papirus.

D’Ambrosio, U. (2005). Etnomatemática: elo entre as tradições e a modernidade (2 ed. 2 reimp.). Belo Horizonte: Autêntica.

Ferreira, E. S. (2009). “Desencantamento do Mundo”: estaria a Etnomatemática contribuindo para ele?. En Fantinato, M. C. C. B. (Ed.). Etnomatemática: novos desafios teóricos e pedagógicos (pp. 53-58). Niterói: Editora da UFF.

Fonseca, A. (2009). A Construção do Conhecimento Matemático de uma Turma de Alunos do Ensino Médio num Espaço Sociocultural: uma postura etnomatemática. (Dissertação de Mestrado em Educação Matemática). Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

Fonseca, A. (2012). Etnomatemática num Projeto Interdisciplinar. Comunicação científica apresentada no 4º Congresso Brasileiro de Etnomatemática: Cultura, Educação Matemática e Escola. Congresso realizado pela Associação Brasileira de Etnomatemática em Belém, Pará/Brasil.

Gerdes, P. (2010). Geometria dos Trançados Bora na Amazônia Peruana. São Paulo: Editora Livraria da Física.

González, F. E. (2012). La Etnomatemática en Venezuela: un breve inventario preliminar. Palestra apresentada no 4º Congresso Brasileiro de Etnomatemática: Cultura, Educação Matemática e Escola. Congresso realizado pela Associação Brasileira de Etnomatemática em Belém, Pará/Brasil.

Halmenschlager, V. L. S. (2001). Etnomatemática: uma experiência educacional. São Paulo: Summus.

Knijnik, G. (2004). Itinerários da Etnomatemática: questões e desafios sobre o cultural, o social e o político na educação matemática. En Knijnik, G., Wanderer, F. & Oliveira, C. J. (Eds.). Etnomatemática: currículo e formação de professores (pp. 19-38). Santa Cruz do Sul: EDUNISC.

Knijnik, G., Wanderer, F., Giongo, I. M., & Duarte, C. G. (2012). Etnomatemática em movimento. Belo Horizonte/MG: Autêntica Editora. (Coleção Tendências em Educação Matemática)

Lopes, A. C. & Macedo, E. (2011). Teorias de Currículo. São Paulo: Cortez.

Mafra, J. R. S. (2006). Espaços Transversais em Educação Matemática: uma contribuição para formação de professores na perspectiva etnomatemática. (Tese de Doutorado em Educação). Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal/Brasil.

Maknamara, M. & Paraíso, M. A. (jul./dez. 2013). Pesquisas Pós-críticas em Educação: notas metodológicas para investigações com currículos de gosto duvidoso. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, 22(40), 41-53.

Mendes I. A. (2009) Matemática e investigação em sala de aula: tecendo redes cognitivas na aprendizagem (2 ed.). São Paulo: Livraria da Física.

Miguel, A., Vilela, E. S., & Moura, A. R. L. (número temático 2010). Desconstruindo a matemática escolar sob uma perspectiva pós-metafísica de educação. Zetetiké FE-Unicamp, 18, 129-206.

Monteiro, A., & Junior, G. P. (2001). A Matemática e os temas transversais. São Paulo: Moderna. (Educação em pauta: temas transversais)

Monteiro, A., & Mendes, J. R. (enero-abril 2011). Prácticas sociales y organización curricular: cuestiones y desafios. Revista Educación y Pedagogía, 23(59), 37-46.

Paraíso, M. A. (maio/ago. 2004). Pesquisas pós-críticas em Educação no Brasil: esboço de um mapa. Cadernos de Pesquisa, 34(122), 283-303.

Ponte J. P., Brocardo, J., & Oliveira, H. (2009). Investigações matemáticas na sala de aula (2 ed). Belo Horizonte: Autentica.

Silva, T. T. (2015) Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo (3 ed.) Belo Horizonte/MG: Autêntica Editora.

Vilela, D. S. (2013). Usos e jogos de linguagem na matemática: diálogo entre filosofia e educação matemática. São Paulo: Editora Livraria da Física.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2017 Revista Latinoamericana de Etnomatemática

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.

Revista Latinoamericana de Etnomatemática: perspectivas socioculturales de la Educación Matemática
e-ISSN: 2011-5474
Departamento de Matemáticas y Estadística- Universidad de Nariño
San Juan de Pasto- Colombia
E-mail: revista@etnomatematica.org
Sitio web: http://www.revista.etnomatematica.org
Tele-fax: (57)2+7310327

Licencia Creative Commons
Revista Latinoamericana de Etnomatemática por Universidad de Nariño y Red Latinoamericana de Etnomatemática se distribuye bajo una Licencia Creative Commons Atribución 4.0 Internacional.