Fundamentos filosóficos da Etnomatemática

Autores/as

  • Fabio Lennon Marchon Universidad de Nariño

Palabras clave:

Nietzsche, Fundamentos filosóficos, Etnomatemática, Influências filosóficas, philosophical foundations, Ethnomatematics, Philosophical influences

Resumen

Resumo

Este trabalho busca melhor compreender a fundamentação filosófica da Etnomatemática no contexto de sua própria produção sendo um dos objetivos principais indicar possíveis convergências e influências filosóficas para esta área de pesquisas e estudos. A relevância acadêmica desta empreitada evidencia-se a partir da observação da escassez de produção do campo neste sentido. A metodologia empregada nesta investigação é qualitativa e documental. A partir de uma revisão bibliográfica escolhem-se alguns pesquisadores-textos com intuito de realizar uma análise reflexiva. Neste processo investigativo, as interpretações e reflexões feitas aproximam os pressupostos filosóficos etnomatemáticos dos pensamentos ditos pós-modernos, sugerindo-se que o pensamento filosófico nietzschiano seja assumido como uma possibilidade para os fundamentos filosóficos desta área. Busca-se ainda apontar para o pensamento nietzschiano como potencialmente promissor para o desenvolvimento filosófico da Etnomatemática.

Abstract

This work aims to better understand the philosophical foundation of Ethnomathematics in the context of its own production, one of the main objectives being to indicate the possible convergences and philosophical influences of this area of research and studies. The academic relevance of this project is evident as observed in the lack of field production in this regard. The methodology used in this research is qualitative and documentary. From a literature review some researchers‟ texts are selected in order to perform a reflective analysis. In this investigative process, the interpretations and reflections made approach the philosophical ethnomathematical assumptions of postmodern thought, suggesting that Nietzsche's philosophical thought is a possible philosophical foundation of this area of studies. This research seeks to highlight Nietzschean thought as potentially promising for the philosophical development of Ethnomathematics.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Biografía del autor/a

Fabio Lennon Marchon, Universidad de Nariño

Doutorando em Educação e Mestre em Educação na área de Ciências, Sociedade e Educação (CSE); Especialista em Matemática para professores do Ensino Fundamental e médio. Universidade Federal Fluminense (UFF). Niterói, Brasil.

Citas

Barton, B. (2006). Dando Sentido à Etnomatemática: etnomatemática fazendo sentido. In M. C, Domite, J. P.

Ribeiro, & R. Ferreira. (org.). Etnomatemática: Papel, Valor e Significado (pp. 39-74). Porto Alegre, RS: Zouk.

Clareto, S. M. (2009). Conhecimento, Inventividade e experiência: Potências do pensamento Etnomatemático. In M. C. Fantinato (Org.), Etnomatemática, novos desafios teóricos e pedagógicos (pp.125-134). Niterói: Editora da Universidade Federal Fluminense.

Clareto, S. M. (2003). Terceiras margens: um estudo etnomatemático de espacialidades em Laranjal do Jari (Amapá). (Tese doutorado). Instituto de geociências e ciências exatas na área de Educação Matemática, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, São Paulo

Costa, W. N. (2012). Um espelho para a Etnomatemática: os artigos da área em periódicos nacionais de Educação Matemática. Revista Educação Matemática em foco, 1(1), 65-81. Campina Grande: EDUEPB

D'Ambrosio, U. (2009) Etnomatemática e história da matemática. In M.C. Fantinato (org.) Etnomatemática, novos desafios teóricos e pedagógicos (pp.17-28). Niterói: Editora da Universidade Federal Fluminense.

D'Ambrosio, U. (2011). Etnomatemática: Elo Entre as Tradições e a Modernidade. Coleção tendências em Educação Matemática. (4ª ed.). Belo Horizonte: Ed. Autêntica.

Fantinato, M. C. (2013). Balanço da Produção Acadêmica dos Congressos Brasileiros de Etnomatemática. Revista Iberoamericana de Educación Matemática, 33, 147 – 161.

Ferreira, R. (2005). Educação escolar indígena e Etnomatemática: a pluralidade de um encontro na tragédia pós-moderna. (Tese de doutoramento). Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Harvey, D. (2012). Condição Pós-Moderna: Uma Pesquisa Sobre as Origens da Mudança Cultural (21ª ed.). São Paulo: Ed. Loyola.

Knijnik, G. (2012). Etnomatemática em movimento. Coleção tendências em educação matemática, 25. Belo horizonte: Editora autêntica.

Marchon, F. L. (2013). Entrelaçametos e Possibilidades Filosóficas em Etnomatemática. (Dissertação de mestrado). Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói, Rio de Janeiro.

Marton, S. Z. (2008). Nietzsche. In R. Pecoraro (Org.), Os filósofos: Clássicos da Filosofia (pp. 181-205). 2. Rio de Janeiro: Vozes-PUC.

Nietzsche, F. (2011). O Nascimento da Tragédia. Coleção Grandes Obras do Pensamento Universal, 73. Tradução: Antônio Carlos Braga. São Paulo: Ed. Escala.

Vilela, D. S. (2013). Usos e jogos de linguagem na Matemática: Diálogo entre filosofia e educação matemática. Coleção contextos da ciência. São Paulo: Editora Livraria da Física.

Publicado

2015-03-01

Cómo citar

Lennon Marchon, F. (2015). Fundamentos filosóficos da Etnomatemática. Revista Latinoamericana De Etnomatemática, 8(1), 87-107. Recuperado a partir de https://revista.etnomatematica.org/index.php/RevLatEm/article/view/160

Número

Sección

Artículos de revisión